domingo, 26 de outubro de 2014

Cinnetic - Linhas de Surfcasting

“Surfcasting”
Boas caros amigos e leitores.
Hoje venho falar mais um pouco das linhas que uso na modalidade de Surfcasting, para aqueles que estiverem interessados.
Actualmente estou a usar as linhas da Cinnetic, mais concretamente a Sky Line. Existe em bobines de 150, 300 e 2000m. 


Optei pelas bobines de 2000m porque acho mais rentável a longo prazo, estas bobines existem em duas cores, “Super Clear” que é uma cor transparente e o “Red Inferno” que é uma linha de cor vermelha, eu optei pelo “Red Inferno”


Trata-se de uma linha monofilamento recoberto em carbono que lhe confere uma maior resistência à abrasão, com uma boa “caída” muito sedosa e muito suave o que reduz o atrito no momento do lançamento atingindo assim maiores distancias quando é preciso.
Nas bobines de 2000 m existem os seguintes diâmetros 0,14 – 0,16 – 0,18 – 0,20 e para terminar o 0,24 que só existe na cor “Red Inferno”
Optei pelos diâmetros de 0,18 e 0,24 para usar consoante as condições de mar e morfologia dos pesqueiros.


Nestas bobines de 2000 m a linha vem marcada com uma marca negra a cada 100m para que quando o pescador bobinar um carreto tenha a noção da quantidade de linha que mete numa bobine, podemos usar também esta marca como uma referência para sabermos mais ou menos a que distancia lançamos ou estamos a pescar.
Para completar temos os terminais cónicos ou chicotes, como preferirem chamar.
Também existem nas duas cores e em três diâmetros 0,16-0,52    0,18-0,57    0,20-0,57   cada bobine trás dez pontas cónicas de 15m cada.


Na minha opinião é uma linha de alta qualidade para pescas mais exigentes. Estou bastante satisfeito com o seu desempenho e principalmente com a sua resistência e durabilidade.
Para quem estiver interessado e quiser consultar fica aqui o link:

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Numa noite de relâmpagos

“Surfcasting”
Um dia destes fui com o mestre Sílvio fazer um Surfcasting, as espectativas eram boas pois estavam boas condições e seria num spot muito querido por mim, pois a primeira vez que lá pesquei tinha 12 anos e lembro-me como se fosse ontem.
Chegamos cedo para guardar lugar e montar material nas calmas, depois de tudo preparado fomos comer uma bucha, meter a conversa em dia e aproveitei para tirar umas fotos.


Começamos a pescar já de noite e com um mar perfeito as capturas foram surgindo aos poucos numa noite tranquila em que os relâmpagos ao longe nos surpreendiam com os seus clarões. Volta e meia o peixe mostrava alguma actividade e com intervalos espaçados fomos fazendo algumas capturas e devoluções de peixe mais miúdo que teimava em ficar no anzol.
No final conseguimos um total de 15 Kg de pescado entre os dois, o que a meu ver foi bastante positivo.


Entre os dois e devolvendo alguns peixes a queimar a medida conseguimos fazer uma boa selecção com peixes entre 1kg e 1,5kg



Pela primeira vez experimentei fazer uns estralhos com a linha SKY LINE da Cinnetic 0,40 e os resultados estão à vista.


Os finais de tarde são sempre momentos especiais na pesca


Agora já começou a saga dos mares grandes e períodos fortes, palpita-me outro inverno cheio de força, a ver vamos…
Saúde e boas varadas

domingo, 12 de outubro de 2014

Está aberta a temporada

“Spinning”
Boas amigos!
Nesta investida aproveitei para matar as saudades de pescar com amostras, pois havia muitos meses que não pegava na minha caninha de spinning.
Feitos os preparativos, ver as condições e escolher o spot a investir combinei com o Tony boy e lá fomos nós.
Eu pesquei ao spinning num fundão que me agradou e o Tony boy à chumbadinha num bico de pedra que ali havia. Comecei por pescar com jerkbaits mas não gostei do trabalhar das amostras e logo mudei para vinis, depois de trocar duas ou três vezes e num dos lançamentos quando vinha a trabalhar o vinil a meia distancia tive um ataque ao black minnow. Que prazer que me deu tirar este peixe, andei por ali a brincar com ele até me dizer que já chega e tirei-o para fora nas calminhas, naquele momento estava mais interessado em sentir peixe na ponta da linha do que propriamente meter o peixe a seco, acho que até nem me importaria se ele me escapasse…


O vinil esse foi o black minnow blue o responsável por esta captura.
Estava previsto pescarmos até à meia noite mas foi ainda de dia que ferrei este robaleco, que seria o meu primeiro da temporada :))
Depois disto e já quando estava escuro ainda tive mais um ataque também ao black minnow blue, mas desta vez foi o peixe que levou a melhor e não ferrou, fica para a próxima.


Neste dia e como não podia falhar depois de bebermos umas cervejas ainda tínhamos uma garrafa de melosa e um bolo de mel com amêndoas como sobremesa para adoçar a boca, já que o peixe era pouco…


O Tony Boy já mal se endireitava loooool 


O convívio e a boa companhia continua a ser o melhor que a pesca tem.
Abraço e saúde da boa.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Mais uma noite de "guerra"

“Surfcasting”
Boas amigos!
Num destes dias combinei com o amigo Cristóvão “Papa Chibos” fazer um surfcasting, fui ter à casa dele e estrada com eles. Pelo caminho discutíamos esta ou aquela praia onde iriamos apostar e nisto o Cristóvão lembra-se que deixou o saco da comida em casa, menos mal e lá tivemos que parar numa mercearia da aldeia para comprar umas coisitas para petiscar e aproveitamos para beber um café.
Chegados ao local escolhido o mar estava 5* quase não podia estar melhor, montamos as armas e ao cair do dia começamos a pescar. A coisa não começou lá muito bem com as chumbadas a arearem demasiado rápido e a perda de material era inevitável, como se não bastasse ainda havia umas pedras no fundão para ajudar à festa.

Quando a maré estava parada aproveitamos para assar uma chouriça e comer um queijinho curado com umas cervejinhas, que bem que soube…

E com o estomago já bem aconchegado voltámos a pescar com o peixe a teimar em não aparecer, as horas iam passando até que o Cristóvão viu a cana bater e foi ver o que se passava, começou a recuperar e passado pouco tempo tinha um belo peixe ali diante dos nossos pés, era um lindo Robalo de 3,800kg. Ficamos entusiasmados mas mais tarde confirmou-se o que já esperávamos, este era solitário e o Cristóvão com a pesca já feita acabou por adormecer loooooool, eu continuei a trabalhar para livrar o “chibo” e na esperança de alguma Dourada aparecer. Finalmente já com o dia a nascer eis que a minha cana bateu. Peguei na cana e confirmava-se que estava lá uma Dourada, não era a “burra” que eu procuro mas já era kileira.


O amigo Cristóvão está de parabéns com um belo Robalo, ameaça que vai vender o material de surfcasting mas o que é certo é que é nesta modalidade que ele tira os maiores exemplares.
“Móóó vende mas é o material da chumbica débb, só apanhas pexecos”


A minha safatinha kileira era bem bonita


Como não podia faltar, uma bela "bucha" para aconchegar o estômago


Apesar do peixe teimar em não aparecer em quantidade foi uma noite de Outono bem passada e com muito calor.
Saúde da boa e até breve.