domingo, 28 de outubro de 2018

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Crafty Minnow 150F

Crafty Minnow 150F
Um Jerkbait de 15cm e 24g da marca Cinnetic.
Este artificial existe em dez cores bem interessantes e tem olhos 3D que chamam a atenção dos Robalos, está vestida com duas camadas de verniz para uma maior durabilidade da sua aparência e vem com triplos VMC 9626-3x –nrº4.
A marca diz que esta amostra afunda entre os 20 cm e o 1,5m de profundidade, penso que andará nos 80 cm sensivelmente dependendo do modo de recuperação que o pescador faz no momento, na minha opinião acho que é um artificial adequado para pesqueiros de pouca profundidade.
O seu preço ronda os 11€…

Cor nº 4 (Amber Coral)
Uma cor em que eu deposito muita esperança, na temporada passada já veio tarde e poucas foram as vezes que foi a banhos, mas algo me diz que ainda me vai dar grandes alegrias.


É uma amostra que eu gosto de usar em zonas de pedra e rocha por ter uma palheta forte e afundar pouco.


Não é nenhum míssil de longo alcance, mas faz um lançamento certo e direitinho.


Incorpora um sistema de transferência de pesos magnético e tem uma natação nervosa que é bastante atractiva não só para os Robalos como para outros predadores.


segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Cautiva II Devil 4500 - Cinnetic

“Spinning”
Boas pessoal!
Muito recentemente troquei o meu carreto de spinning por um carreto que já está no mercado há algum tempo. Trata-se do Cautiva ll Devil 4500 ALU da Cinnetic, é um carreto de gama média/alta e é um primo próximo do carreto que usei anteriormente durante vários anos, o Cautiva ll 4500 da Cinnetic, com um curriculum repleto de capturas foi um carreto que se manteve sempre afinado e em bom funcionamento durante quatro temporadas, mas claro que para isso contribuiu uma boa limpeza e manutenção após cada jornada de pesca, pois sem uma boa manutenção não há carretos que aguentem muito tempo.


Estando satisfeito com o anterior mantenho-me fiel à família Cautiva.
Com varias semelhanças entre eles existe uma diferença que penso que me vai dar algum jeito em pesqueiros de pedra e mares mais fortes, é a velocidade de recuperação, enquanto este (Devil) recupera 89 cm por cada volta de manivela o anterior recupera 78 cm por cada volta de manivela, pode não parecer muito mas em certos cenários de pesca pode fazer diferença.

Ficando agora o Cautiva antigo como suplente tenho também a vantagem de poder usar as bobines desse carreto no “Devil” se por ventura fizer falta. Relembro que o "Devil" vem equipado com duas bobines, um pormenor muito importante se acontecer um azar durante a jornada de pesca com o multifilamento...
Será caso par lhe chamar “Carreto dum diabo”!!? Não sei 😊 talvez, só o tempo o dirá, no entanto se aguentar metade do que o seu primo aguentou já fico satisfeito.
Deixo algumas fotos e as características para aqueles que não conhecem possam ter uma pequena ideia deste carreto da Cinnetic que tanto pode ser usado na pesca de spinning como para pescar à bóia ou chumbica…


Cautiva ll Devil 4500 ALU da Cinnetic
*Corpo em Alumínio
*6+1 Rolamentos em aço inoxidável
*Drag de 16 kg de potência
*Peso:  368g
*Ratio:  5.6:1
*Bobines: 2 em alumínio
*Manivela de alumínio com a pega em EVA






segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Petiscos de Verão

Olá a todos os que seguem o blogue “Lobo do Mar”
Como vem sendo hábito todos os anos nesta altura e depois de uma grande ausência faço um pequeno apanhado de alguns momentos ligados à pesca dos últimos meses, como de pesca pouco ou nada há para contar, decidi reunir algumas fotos de momentos passados entre amigos da pesca, alguns deles são conhecidos de muitos de vós, de salientar que estes são registos fotográficos gravados entre o meu último post e o final de Agosto…


Noites alegres manhãs tristes!!? Nem sempre, quatro pescadores no festival “Musicas do Mundo” em Sines. Da esquerda para a direita o Marafado Paulo Jorge (PJ), Eu, João Santana (Mister Sargo) e o Mário. Uma noite bem bebida com muita música, boa companhia e claro; conversas sobre pesca…


Sines… Simpatizo bastante com esta terra, acho que vivia bem aqui…


Outra madrugada de festival com o João em que acabámos de manhã a beber uma cerveja na tasca à porta da casa dele depois de uns ovos mexidos hahahaha… Este amigo está sempre pronto para me receber à grande e é incansável na cozinha a preparar comida e mais comida para que não falte nada.
No dia que cheguei a casa dele prendou-me com um pequeno-almoço de percebes acabados de apanhar e uma cerveja gelada 😊


Na casa do João é assim, um só pa cerveja


Que bem que me sabe beber uma cervejinha no verão quando chego da maré.


Uns dias antes de ir para Sines andei a fazer umas marés na Ria, poucas foram as fotos que tirei, mas ainda fiz umas boas apanhas…


No início do verão quando este ainda estava tímido fiz um petisco aqui em casa e para além do João convidei o Cristóvão, autor do blogue http://matachibos.blogspot.com/ e que é uma boa companhia para estas coisas, já tinha saudades deste moço…


Foi um belo petisco sem dúvida, ficou prometido repetirmos mas não foi possível reunir a equipa de novo, certamente haverá outras oportunidades.


Abre lá esses olhinhos óh Mata Chibos, até te entortas pó lado hahahaha


Mais uma bela teca de percebes apanhados pelo amigo João para mais um petisco.


Bom material


E como o bom material tem de ser bem regado, vá roupa.


Saudades destas tardes...


Desta vez a equipa foi outra, mudámos o apanha garrafas hehehhe o Capitão (Rei do charroco) até chora por estas coisas…


Neste dia levantei-me cedo e fui à maré desenrascar qualquer coisa para juntar aos percebes do João, ainda apanhei uns lingueirões, berbigões e amêijoas e fiz uma bela mariscada de cebolada à Lobo, um gajo tem de comer alguma coisa 😊


E claro para acompanhar, o tal néctar precioso e sempre bem gelado.


Nos últimos meses tentei sobreviver à pasmaceira de mais um verão e pelos vistos não está com vontade de abrandar, com temperaturas de quase 30º em pleno Outono/Outubro, já não bastava o Inverno ser curto aqui no Sul que o verão agora nos últimos anos prolonga-se até mais tarde, há que ter paciência e saber esperar, enquanto uns anseiam pelo verão eu anseio pelo inverno, finalmente está no fim a época dos bronzeados vaidosos que massacram a pele a qualquer custo para ficarem mais escuros do que o vizinho, enfim…

Se por um lado no Inverno o mar forte dita um defeso natural, este verão que passou também houve outro tipo de defeso natural, eu pelo menos vejo-o como tal, foram as algas ou limo que derrotaram centenas se não milhares de jornadas de pesca de muitos pescadores durante os últimos meses, tanto na Costa sul como na Costa norte, certamente milhares de peixes sem medida e outros que normalmente são capturados por pescadores de verão e não só, tiveram este ano uma 2ª oportunidade de crescer mais um pouco e eu fico bastante feliz por isso.

Outro aspecto triste é ver o Algarve a cada ano que passa mais sufocado e rendido ao turismo, diminuindo assim a qualidade de vida dos que cá vivem e amam a Natureza e o sossego tal como eu…

Sinceramente já tinha saudades de escrever aqui no blogue, com ou sem peixe certamente haverá qualquer coisa para escrever nos próximos tempos…
Saúde e força aí pessoal.