sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Douradas de Outono

Boas amigos!
Mais uma investida às Douradas aqui na Ria Formosa.
Aproveitei uns belos dias de Outono ainda com temperaturas amenas para fazer mais uma ilhada às Douradas. A água ainda se encontrava a uma temperatura bem boa e a maré já vazava bem, eram marés de grande amplitude e a corrente era bastante forte, o suficiente para me arrastar cerca de 200m  do local onde eu queria ficar. Então tive de andar por cima dos parchais alguns minutos para chegar ao local que pretendia.


Neste dia por estranho que pareça a “ruma” não dava de sinal, um ou outro lá de vez enquanto limpava os anzóis mas nada parecido com outros dias que já tive aqui na ria. 


O dia estava tranquilo e lá se ouvia um barco ou outro ao longe de tempos a tempos, são em dias como este que se consegue descontrair alguma coisa na pesca, pois em dias que o peixe está mais activo é quase impossível estar descontraído uma vez que tenho de estar mas é concentrado no que se passa…
O tlm 90 % das vezes quando estou na pesca está desligado, pois nesses momentos a única coisa que me interessa é peixe e descontrair, como eu sei que os peixes não me vão telefonar o tlm fica off…


Mesmo a pescar aqui na ria onde há muito peixe miúdo e estou constantemente a recolher as canas tenho sempre o cuidado de ter a drag do carreto um pouco aberta, pois nunca se sabe o que lá vai passar e muitas vezes as linhas roçam em aglomerados de ostras que há no fundo da ria ficando assim mais frágeis e podendo até mesmo partir a qualquer momento com um bom peixe ferrado como já me aconteceu, então constantemente tenho o habito de verificar se alguma linha está roçada para não ter nenhum amargo de boca …


Estava eu meio distraído a pensar em sei lá o quê quando de repente ouço aquele barulho que todos nós gostamos de ouvir, olho para uma das canas e estava completamente dobrada que até me fez dar um salto hahahahhaha… Aqui normalmente pesco com canas mais ligeiras até às 100g de acção e qualquer safata as dobra com facilidade quanto mais uma Dourada de bom tamanho e diga-se de passagem que já apanhei aqui na ria safatas de 500g que fizeram mais força e lutaram mais que algumas Douradas de 2kg apanhadas na praia…
Esta aproveitou a força da vazante para levar alguma linha e proporcionou-me um bom momento de pesca até a meter em seco…



Nova iscada novo lançamento e passados dez minutos a repetição, era a irmã gémea que veio à procura da mana, esta com menos energia mas teimosa quando chegou ali aos meus pés, com calma e jeitinho lá a meti no saco juntamente com a outra…
Mais uma horinha de pesca e ainda tirei uma safata que foi devolvida, a maré já estava quase vazia e eram horas de arrumar a tralha e calçar os pés de pato para dar à barbatana de novo…
Meus amigos, um abraço e até à próxima.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Safatas na Ria

Boas amigos leitores e seguidores!
Estamos na altura das Douradas e tem sido a pensar nelas que tenho programado as minhas saídas de pesca. A coisa não vai lá muito famosa e para ajudar tenho perdido algumas daquelas de fazer o carreto cantar o que me deixa bastante desmotivado e frustrado, já não é fácil dar com as grandes e depois no dia em que vêm marrar comigo há algo que corre mal!!!!.....................  Não me importo de ir à pesca e não sentir peixe, pois é perfeitamente normal, agora sentir umas boas marradas e depois perder a “cabra” é do pior que me pode acontecer…


Neste dia fui explorar um novo spot, este para além de não aguentar marés grandes prende um pouco, mas tem a vantagem de poder pescar para um canal ou para cima de um viveiro de amêijoa, apenas aproveitei estas quatro safatas de dose e devolvi duas mais pequenas.


Como disse no início da minha temporada as Douradas seriam o meu objectivo a cada saída para a pesca, vou continuar a “martelar” nelas também em outros spots e noutras modalidades como no surfcasting, contínuo convicto de que será um inverno com algumas Douradas, apesar de que a partir desta semana e depois destas chuvas dos últimos dias muitas começam a rumar para fora onde se concentram em grandes cardumes para a desova…




Este foi um outro dia e pouco há a dizer sobre ele, havia muito peixe miúdo e apenas consegui aproveitar estas três entre as 500/600g



Estas safatas na casa das 500/600g  são as minhas preferidas para grelhar



Saúde da boa.



segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Manhã tranquila


Olá amigos e seguidores!
Aproveitei mais um belo dia de Outono para fazer outra pesca ilhada aqui na Ria Formosa.
Este episódio passou-se em mais uma manhã tranquila, solarenga e sem vento, depois do exercício físico de caminhada e dar à barbatana cheguei ao meu spot onde espetei os suportes no parchal e montei as canas. A “ruama” para variar estava presente e logo se disponibilizaram a limpar os anzóis assim que eles caíram na água, é o inconveniente de pescar na ria, a criação não dá descanso às iscas e rapidamente chupam os anzóis.

A única solução é pescar com iscas mais resistentes para que aguentem as investidas do peixe miúdo e permaneçam mais tempo na água, dando assim alguma hipótese de capturar um peixe aceitável. Como normalmente faço neste tipo de pesca, juntei umas safatas no saco de rede para escolher algumas no final da pesca e ainda consegui reunir três safatas boas e uma Dourada para trazer comigo.


Em dias como este é uma tranquilidade pescar aqui…

Dourada

Esta bem tentou livrar-se do anzol mas não conseguiu

Neste dia a Ria estava um espelho

O exemplar do dia

O resultado final

Saúde da boa e até breve.



segunda-feira, 5 de outubro de 2015

ilhada na Ria Formosa


Boas amigos!
Havia já algum tempo que tinha em mente fazer umas ilhadas aqui na ria formosa para me entreter com as “safatas” e tentar alguma Dourada… O Outono chegou há já duas semanas e com ele uns dias quentes, amenos e tranquilos que tiveram ainda em Setembro e início de Outubro, apesar do tempo esta semana já estar a mudar as águas ainda estão quentes o ideal para se fazer umas investidas deste tipo.


Comecei por escolher alguns “parchais” que me pudessem servir de plataforma e ao mesmo tempo serem produtivos para se apanhar algumas safatas ou até mesmo alguma Dourada kileira. Depois de perder alguns dias a analisar os spots, a estudar a força das correntes e a altura das marés com que podia lá permanecer no pico da maré cheia, um dia destes fiz uma investida às douradas logo pela manhã bem cedo.
Cheguei antes do sol nascer e caminhei cerca de dez minutos até chegar ao canal, depois seguiram-se mais dez ou quinze minutos a dar à barbatana para alcançar o “parchal” escolhido…


Canas montadas e as safatas começaram a dar sinal, foram saindo algumas maiores e outras mais pequenas, umas eram logo devolvidas outras eram guardadas num saco de rede onde permaneceram até ao final da pesca para uma selecção


No final ainda aproveitei estas seis para trazer para casa tendo acusado a maior  1,1kg



 Outro dia em que lá fui levei o amigo João Santana que estava cá por Faro uns dias e que tirou a única Dourada do dia já kileira, pelos vistos não é só nos Sargos que o amigo João se sai bem…



 Neste dia à vinda apanhei o final da maré já quase vazia e num cabeço de areia ainda safei alguns lingueirões para o petisco, e sabe tão bem ter uma fresquinha à espera na carrinha, não é amigo João Santana!!  :)

Abraço e força aí pessoal…

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Super Lua / Super Marés


Boas Pessoal!
Como todos vocês devem ter ouvido falar esta semana, tivemos uma super Lua e com ela umas super marés que aqui no Sul normalmente são apelidadas de “As marés de Setembro” marés essas que baixaram até 0.15 e que deixaram a descoberto regueiras e cabeços de areia que raramente se deixam ver aqui na Ria Formosa, subiram até 3.78 inundando algumas zonas ribeirinhas…
Aproveitei estas marés para apanhar algum marisco para o petisco e também isco para a pesca, algum desse isco destinado para guardar para os meses de inverno em que por vezes o isco escasseia e as marés mortas não o permitem apanhar…



Meia dúzia de salsichas e nove taralhões para fazer uma feijoada



Alguns caranguejos de vários tamanhos que nesta altura do ano dão bastante jeito




Passados 4 anos voltei a uma regueira que era bastante produtiva em minhocas brancas de bom tamanho, pelos vistos é um secret spot que ainda permanece desconhecido para muitos… 190 minhocas em 40 minutos.



A mesma regueira das minhocas brancas estava minada de bons lingueirões que deram para fazer um belo dum arroz de lingueirão e ainda sobraram bastantes para a pesca.


Saúde da boa e até à próxima pessoal.