sábado, 27 de dezembro de 2014

Cinnetic Cayman Black Evolution 7000

“Surfcasting”
Boas pessoal!
Hoje vou falar-vos de um novo carreto que tenho para Surfcasting, trata-se do Cayman Black Evolution 7000 Alu da Cinnetic.

É um potente carreto de Surfcasting com um novo e moderno design construído em alumínio que incorpora o novo sistema “Air Rotor CRB4” moderno e mais resistente totalmente ventilado para um melhor equilíbrio e uma rotação mais suave. Tem três bobines em alumínio forjado e com um inovador sistema de encaixe rápido, duas delas com capacidade para 250m de 0,18mm e outra para 300m de 0,35mm. Com uma embraiagem multidiscos e 16kg de potência, 7 rolamentos de aço inox selados, inovador sistema de rodizio, pesa 665g e tem uma recuperação muito suave e confortável de 102cm por cada volta de manivela auxiliada por um guia linhas em nitrato de titânio para uma maior suavidade. Traz uma bolsa de protecção e há possibilidade de adquirir bobines extras.
Noas próximos tempos vai andar em testes e depois falarei do seu desempenho mais à frente.

Caracteristicas:
Ratio – 4,6:1
Rolamentos – 7+1
Drag – 16 Kg
CRB4 Air Rotor
Peso – 665g
R.P.T. – 1,02m

















sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

APROVADA

“Spinning”
Boas amigos!
Numa destas noites frias que têm estado combinei com o Mestre Sílvio fazer uma investida na esperança de dar com algum Robalo que por aí andasse. Encontramo-nos no local escolhido montamos as armas e fomos dar uns tiros no mar a ver se acertávamos em algum peixe, o Sílvio foi o primeiro a tirar um peixe que teria bem acima de Kg. Era bom sinal e ficamos algo motivados para continuar a nossa caçada, passado talvez meia hora foi a minha vez de tirar um peixe que quase chegava aos 3 kilinhos. 


 O peixe que estreou a Crafty Sea bass 



Fizemos uma pausa para comer uma massa de peixe quentinha aquecida no “camping gás” que o Mestre Sílvio tinha levado para aquecer e aconchegar o estômago com uma garrafinha de tinto e umas fatias de pão caseiro molhadas naquele molhinho quentinho. A seguir bebemos um cafezinho daqueles que o Sílvio leva sempre com ele na carrinha e fumamos o cigarrinho da praxe.



Mais tarde e com o estômago aconchegado fomos fazer mais uma ronda pelo pesqueiro a ver se dávamos com mais algum peixe, o Sílvio apanhou mais um kileiro e não sentimos mais nada.
Cansados e já fora de horas para apanhar peixe demos por terminada a investida e cada um rumou à sua vida.
Abraço e bom Natal a todos os amigos e leitores.


Material utilizado
Cana:  Cinnetic Crafty sea bass 2,70m
Carreto:  Cinnetic Cautiva 4500
Linhas: multi 0,18 com chicote 0,40 Skyline da Cinnetic
Artificiais: Black Minnow




Cinnetic Crafty Sea bass
APROVADA

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Cinnetic Crafty Sea bass 2,70m - parte 1

Boas pessoal!
Hoje vou falar-vos um pouco de uma nova aquisição para a pesca de spinning, trata-se da Crafty Sea Bass light game da Cinnetic, uma caninha para pescas mais ligeiras. Havia algum tempo que pensava em adquirir uma cana para pescar com vinis leves em pesqueiros onde não fosse preciso lançar muito e com alguma profundidade. Um dia destes tive oportunidade de experimentar esta cana e fiquei bastante satisfeito com o seu desempenho em pescas light. Sente-se muito bem o trabalhar de vinis até às 30 g, também fiz alguns lançamentos com passeantes e embora não tenha muita experiência com este tipo de amostras gostei do seu desempenho.

Com 2,70m de comprimento e 199g de peso com uma acção de 15-42 g é na minha opinião a cana ideal para pescas ligeiras. Vem equipada com passadores e porta carretos Fuji e tem uma cor bastante atractiva. O melhor ainda é o seu preço bastante simpático para a qualidade que tem.

Brevemente vou testa-la na praia também para ver o seu desempenho e falarei mais à frente como se comporta.
Aproveito para informar que também existe em 2,40m com acção 10-30 g e 171 g de peso.
Também em 2,70 m com acção 10-35 e 181 g de peso.
Abraço e força aí.
























sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Aproveitando todas as oportunidades

“Surfcasting”
Boas amigos!
Neste episodio tinha visto que havia previsões para se poder pescar com boas condições e fui logo de manhã mas com o objectivo de apalpar terreno para pescar ao anoitecer e noite dentro. De uma semana para outra os fundos mudam e não posso arriscar chegar de noite e pescar num spot que na semana passada estava bom mas que com um mar forte pode ter mudado bastante e foi o que aconteceu nas ultimas semanas com estes mares fortes que quase não dão descanso à Costa Norte.

O mar deu uma pequena quebra e não a podia deixar passar em branco. Visitei três pesqueiros onde tencionava pescar nessa noite e houve um que me chamou a atenção, seria nesse que iria depositar a minha confiança para tirar uns peixes. Ao anoitecer fiz me a ele e preparei tudo para pescar noite dentro. Comecei a pescar e logo a “ruama” marcava presença com as iscadas a desaparecerem do anzol a uma velocidade relâmpago. Como há sempre alguma coisa que não corre bem nas minhas pescas já estou habituado e não me senti incomodado, teria de ter paciência e esperar que a escumalha desaparece-se para ter mais hipóteses de apanhar um bom peixe.


No final ainda aproveitei três Sargos aceitáveis, e estes dois peixes da foto.
Ainda prendi outro peixe bom mas que por azar fui perde-lo numas pedras que estavam por perto, fiquei convencido que seria uma boa Dourada…


O pesqueiro visto cá de cima
Não foi uma pesca fenomenal mas confesso que já tive noites bem piores 


Isto sim é uma Autocaravana à Homem!!!!
Abraço e boas varadas.